Borboleta amarela


sentada à beira-rio
com um dengo a tiracolo
acreditei ter o poder
de encantar borboleta
pois rondando minha silhueta
de leve e ao som da cachoeira
dançando faceira lá vinha ela
com jeito de fada amarela
doida para me encantar
e para encabular meu bem
fingi que aquilo era normal
tirando onda de musa natural
mas com pé na terra
e olhos no céu
vi que era dela e não meu o mel
que se espalhava no ar

mostrando que também era dela
o poder de encantar.