Oi
(no útero)


quero parir você
quero amamentá-lo de mim
como se fosse planta
desabrochando cada pétala
com cores únicas, íntimas
quero dar à luz seus cílios
sua íris, seu arco e sua flecha
e quando pulsares fora de mim
minha essência será palpável
quando me reconheceres
serás meu espírito
aprendendo a voar.