BAUMAN

Para Zygmunt Bauman

Líquidos amores afagam

Líquidos amores liquidam

Líquidos amores se afogam

Líquidos amores nos liquidificam

Nessa líquida liquidação

Líquidos amores nos matam

Mas não matam a sede de amar